Op. Cit.: Veja como e quando usar, normas ABNT e exemplos

O elemento Op. Cit. não é muito comum de ser encontrado na maioria dos trabalhos. No entanto, em artigos científicos ou teses de mestrado ou de doutorado, por exemplo, ele é mais utilizado. 

O que é Op. Cit.?

Op. Cit. se trata de uma expressão que entra no sistema de referências numéricas, de acordo com a Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT).

Ainda assim, muita gente tem dúvidas de como e quando usar o Op. Cit. Mas, aqui você entenderá melhor, por meio de uma linguagem simples e com alguns exemplos.

Precisando de um TCC pronto?

Precisa formatar seu trabalho?

Serviço de escrita de Resumo

Serviço de escrita de dissertação

Fazemos seu trabalho de pesquisa

Serviços de edição e revisão

Mas, o que significa Op. Cit.?

O Op. Cit. é uma derivação de outros dois termos do latim:

  • Opus citatum
  • Opere citato.

Ambos significam “a obra citada”. Ou, então, “da obra citada”.

Além disso, o Op. Cit. é aplicado em Referências Bibliografias (ou Bibliografia). No caso em que citamos obras já mencionadas no trabalho.

Como utilizar usar o Op. Cit.

O Op. Cit. é usado, de acordo com a ABNT, para evitar a repetição em demasia de referências de obras. Isto porque, a repetição tende a tornar a leitura de um trabalho acadêmico sem fluidez, além de cansativa.

Portanto, para não mencionar várias vezes uma obra já mencionada no trabalho, usa-se o elemento Op. Cit.

Além disso, vale ressaltar que o mais recomendado e usual é mencionar o Op. Cit. em notas de rodapé.

Veja os exemplos:


8 ADORNO, 1996, p. 38.
9 GARLAND, 1990, p. 42-43.
10 ADORNO, op. cit., p. 40.

exemplo op cit
op. cit. exemplos
op. cit.

Como fazer notas de rodapé (op. cit.) no Word

*Fonte: Prof. Dr. Ivan Guedes

Op. Cit., Idem e Ibidem

Existe uma diferença e, às vezes, confusão entre os elementos Op. Cit, Idem e Ibidem.

Está com dificuldades para fazer seu TCC?

Serviço de Escrita

Escrita de Dissertação

Trabalho de Pesquisa

Serviços para Teses

Edição e Revisão

Serviço de TCC Pronto

Sobre o Op. Cit. já esclarecemos o que significa, quando e como usar no trabalho científico ou acadêmico.

Para esclarecer, então, preste atenção:

  • Idem: indica “mesmo autor”. Além disso, a sua abreviação é id, de acordo com a ABNT. Este termo é empregado no texto sempre que a citação subsequente é originada de uma obra que tem a mesma autoria da citação anterior, certo?

Também costuma ser expressa por meio de notas de rodapé.

Exemplo:


3 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1989, p. 9.
4 Id., 2000, p. 19.

  • Ibidem: se trata de um elemento que indica na mesma obra”.  Já a sua abreviação é ibid – de acordo com a ABNT. O Ibidem é empregado quando a citação subsequente tem origem na mesma obra da citação anterior. 

Também costuma ser expressa por meio de notas de rodapé.

Exemplo:


3 DURKHEIM, 1925, p. 176.
4 Ibid., p. 190.

ABNT

Para relembrar, vamos falar um pouco sobre a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A ABNT se trata de uma entidade sem fins lucrativos, embora privada, que determina as normatizações de trabalhos científicos e acadêmicos, a fim de padronizar.

A maioria das instituições de ensino, pesquisa e que produzem materiais científicos e acadêmicos, no Brasil, tem a ABNT como referência para a normatização de materiais.

A ABNT, por sua vez, estuda e, assim, sugere e propõe formas de sistematizar processos. No caso, podem ser processos ou materiais de cunho acadêmico, mas também: industrial, tecnológico, de produção, entre outros.

Portanto, ao contrário do que muita gente pensa, a ABNT não cria apenas regras para dificultar a formatação e conclusão de trabalho de caráter científico ou acadêmico. Mas, sim, estuda e cria normas, para que todo o tipo de produção brasileira possa ser apresentado e reconhecido nacional e internacionalmente, certo?

Além disso, um dos principais o objetivo da ABNT é transformar cada processo em uma forma de reprodução padronizada. E isto é algo fundamental, que evita erros. Assim, tornar o conhecimento mais acessível para a maior parte da sociedade, por meio de informações padronizadas e mais precisas tanto de entendimento quanto de como fazer.

E se a ABNT não existisse?

Pense… caso a ABNT não existisse e não existissem as normas técnicas, cada pessoa concluiria um conteúdo acadêmico ou científico de uma maneira. Imagine para entender? Ou pior: como o Brasil poderia ser reconhecido no meio da pesquisa e ciência? Impossível, não é mesmo?