Et Seq. (Sequentia): veja como e quando usar, TCC, ABNT e exemplos

Dentro das diretrizes regulamentadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), algumas expressões latinas são designadas para diferentes funções normativas. No caso, com a finalidade de direcionar o leitor do texto científico para diferentes sinalizações padronizadas.

Assim, cada uma com um tipo de função explicativa, referencial, quantitativa, entre diversos outros usos para estes termos. Dessa forma, garantindo a uniformidade dos trabalhos acadêmicos no que diz respeito às referências corretas contidas na redação.

Et. seq ou sequentia – o que é?

Um dos termos utilizados é o et.seq (sequentia), um vocábulo latino que possui por significado a palavra “sequência”. Assim, podendo também ter sua tradução, quando do acréscimo do “et”, significando “na sequência”.

De maneira geral, pode-se descrever a utilização deste termo como um mecanismo de generalização sequencial. Ou seja, atribuindo à citação o caráter de informação contida em todas as páginas subsequentes à da referência inicial.

 Utiliza-se este vocábulo quando não se tem a pretensão de elencar todas as páginas utilizadas de uma mesma produção acadêmica para a produção de uma referência dentro do trabalho. Isto, uma vez que estas são mais numerosas do que a necessidade obriga a inserir diretamente na referência.

De maneira geral, é um termo utilizado para economia linguística dentro de um texto acadêmico.

Quando utilizar o et. sec. (sequentia) dentro de um texto?

Este termo pode ser utilizado tanto por opção: quando o autor não opta por descrever todas as páginas utilizadas dentro de uma mesma referência bibliográfica, por simples escolha. Ou, ainda, quando as páginas utilizadas dentro de uma mesma referência bibliográfica são muito numerosas e o autor observa a necessidade de economizar este espaço durante o processo de confecção de uma produção acadêmica.

De que maneira utilizar o et seq (sequentia)? No corpo do texto ou nota de rodapé?

De acordo com o preconizado pelas normas da ABNT, este vocábulo e sua função padronizador pode ser utilizado tanto em notas de rodapé, quanto diretamente no corpo do texto. Isto, ainda que este seja menos comum na escrita acadêmica. Ou seja, não é errôneo seu aparecimento nos componentes textuais do trabalho – segundo discorrido por Oliveira (2017) sobre a presença de latinismos na redação acadêmica e seus usos.

Reforçando: Apesar de INCOMUM, o uso de et seq. no corpo do texto NÃO foge às Normas da ABNT.

Exemplos da utilização de et. seq (sequentia) em corpos de texto

Como exemplo da utilização deste termo dentro de um corpo de texto, ainda que não seja comumente utilizado, podemos utilizar o exemplo de uma obra literária de Lakatos (2010) – assumindo que várias páginas foram utilizadas para expressar uma ideia dentro do texto, exemplificando:

[…] diante de todos estes fatos é possível concluir que a utilização de termos latinos facilita a padronização dos trabalhos científicos (Lakatos, 2010, p.235 et seq.).

  • É necessário notar alguns pontos referentes à construção correta da referência no corpo do texto:
  • Todas as informações sobre a referência devem estar contidas entre parênteses;
  • Não é necessário escrever o nome completo do autor, nem as iniciais. A padronização determina somente o sobrenome;
  • O sobrenome do autor deve ser apresentado apenas com a primeira letra em maiúsculo, seguida das outras informações separadas por vírgulas alinhadas à esquerda;
  • Não deve existir espaço entre a abreviação de página (p.) e o número da página inicial;
  • As expressões latinas (e outras de língua estrangeira), nas referências devem estar sempre grafadas em itálico;
  • É importante lembrar que et seq. é uma abreviação de et sequentia, então o ponto para identificar a abreviatura não pode ser esquecido na citação de corpo do texto.

Exemplos da utilização de et. seq. (sequentia) como nota de rodapé

 Comumente utilizado desta forma, o uso de et. seq. (sequentia) nas notas de rodapé está condicionado à referência no corpo do texto. No caso, através do uso de algarismos romanos subscritos (¹²³), com posterior relação ao final da página, transcrevendo a referência no rodapé.

Precisando de um TCC pronto?

Precisa formatar seu trabalho?

Serviço de escrita de Resumo

Serviço de escrita de dissertação

Fazemos seu trabalho de pesquisa

Serviços de edição e revisão

Para exemplificar, partindo ainda da mesma obra de Lakatos (2010), digamos que várias páginas tenham sido utilizadas para expressar uma ideia dentro do texto:

[…] diante de todos estes fatos é possível concluir que a utilização de termos latinos facilita a padronização dos trabalhos científicos¹.

 Sendo assim, ao final da página, deve se incluir a referência utilizando o vocábulo et seq. nas notas de rodapé. Além disso, devidamente identificado em relação ao número sobrescrito no texto:

_________________________________________________________

¹Lakato, 2010, p.235 et seq.

É necessário notar alguns pontos referentes à construção correta da referência na nota de rodapé:

  • O número sobrescrito deve estar localizado antes do sobrenome do autor;
  • Não é necessário escrever o nome completo do autor, nem as iniciais. A padronização determina somente o sobrenome;
  • O sobrenome do autor deve ser apresentado apenas com a primeira letra em maiúsculo, seguida das outras informações separadas por vírgulas alinhadas à esquerda;
  • Não deve existir espaço entre a abreviação de página (p.) e o número da página inicial;
  • As expressões latinas (e outras de língua estrangeira), nas referências devem estar sempre grafadas em itálico;

Qual a importância de utilizar os termos latinos nas redações acadêmicas?

Imagine que 20 alunos da graduação de Ciências contábeis estão em seu último período de faculdade e irão realizar o temido Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Cada um deles usa um tipo diferente de padrão para formatar seus textos, utilizando escolhas pessoais como norteador:

Felipe acha que ficam mais bonitas as referências escritas todas por extenso. Já Camila abrevia todas as palavras quando vai referenciar, por ter um perfil mais prático.

Já imaginou o trabalho que seria entender as referências de cada um destes 20 textos se elas são escolhidas pelo autor sem nenhum critério, além de gostos pessoais?

Por isso a utilização destes termos é tão importante, para que existe uma conformidade em todos os trabalhos acadêmicos. Assim facilitando a leitura e entendimento do leitor-alvo de cada um, ainda que dentro de suas áreas específicas.

Por isso é sempre bom estar atualizado quanto às Normas Técnicas para redação de trabalhos acadêmicos, que são modificadas usualmente, garantindo assim a excelência da produção textual acadêmica.

Está com dificuldades para fazer seu TCC?

Serviço de Escrita

Escrita de Dissertação

Trabalho de Pesquisa

Serviços para Teses

Edição e Revisão

Serviço de TCC Pronto